quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Chile


Estive no Chile em duas ocasiões : em 2004, quando Santiago foi o ponto de início para uma viagem pelos fantásticos lagos chilenos. E agora, em 2008, quando Santiago foi o ponto final da linda viagem pela Patagônia.
A grande beleza de Santiago deve-se à sua situação geográfica: fica num vale, circundado pela Cordilheira dos Andes. A visão dos Andes é maravilhosa. A gente está caminhando por uma determinada rua, observando o movimento e as construções, quando de repente vira e dá com a visão majestosa da cordilheira. Mas essa mesma situação geográfica, responsável pela beleza, também parece ser, em grande parte, responsável pela poluição que atinge a capital. Por isso, há dias em que, infelizmente, não se consegue ver os Andes.








Palácio de La Moneda, sede do governo federal. Ao vê-lo, não se pode deixar de sentir tristeza pela lembrança dos dramáticos fatos lá ocorridos.


Outro lado do Palácio de La Moneda, com o monumento a Salvador Allende, na Praça.


Cerro Santa Lucia, pequeno monte, no centro de Santiago. Ponto turístico interessante. Essa é a sua entrada. Em dias claros, permite uma vista bonita da cidade.


Essas fotos são de 2008.

Catedral de Santiago. Quase ao seu lado, edifício moderno, espelhado, que a reflete.


Interior da catedral. Iluminação só no altar central (clique para ver melhor).



"La Chascona" (A descabelada, ou desgrenhada) - Casa do grande poeta chileno Pablo Neruda, em Santiago. São três as suas casas, que viraram museus. Também conheci La Sebastiana, em Valparaíso.

Adorei a visita à La Chascona, que merece acompanhamento por guia. A arquitetura da casa é curiosa, com feitio de barco, como também as outras. Três andares, salas pequenas, escadas estreitas e circulares, teto baixo. Objetos interessantes, vistas agradáveis.

Ainda no Chile, no ano de 2004, fizemos um pequeno roteiro pela linda região dos lagos. Além da beleza dos lagos, a beleza esplendorosa do vulcão Osorno.

Lago Llanquihue e vulcão Osorno

Saltos de Petrohue e Osorno. O rio corre entre grandes massas de lava cristalizada.


Saltos do rio Petrohue, que desagua no Lago de Todos os Santos, também chamado de Lago Esmeralda.

Puerto Varas. Ao fundo, o vulcão Osorno.

Lago Rupanco e Cerro Puntiagudo

Lago Llanquihue e vulcões que o rodeiam.
Lago e vulcão, em 2004.

7 comentários:

Claudia disse...

Ah, Heloísa, como eu amo o Chile.

Passei dias maravihosos naquele país. Adoraria voltar com meu marido pois estive lá em duas ocasiões, com o um ex-namorado e a trabalho.

Adorei sua fotos de Santiago e dos vulcões. Sabia que eu escalei o vulcão Villarica, em Pucón? 2.800 metros, uma loucura! Meu artigo de Chile encheu sete páginas na Folha de S.Paulo em 2004 e em uma delas eu relato a subida ao topo do vulcão.

Tua viagem deve ter sido maravilhosa.

Abs,

Cláudia

Monica Loureiro disse...

Fiquei curiosa para conhecer, meu marido sempre fala que deve ser lindo....

Heloísa disse...

Monica,
Muito obrigada por sua visita.
Realmente a viagem ao Chile, incluindo os lagos, vale a pena. É muito linda.
Agora, quero uma oportunidade para ir conhecer o norte, com seu deserto.
Beijo

Gina disse...

O Chile é muito bonito, fiz os lagos andinos também com minha filha e adoramos. Suas fotos me trouxeram saudades.
Bjs.

Maria Aparecida disse...

Olá Heloisa!

Ótimas dicas! Excelente trabalho!
Estamos com um programa completo para Buenos Aires e Santiago. Resolvemos ir ver os pinguins na Ilha Magdalena. Conto na volta ! Um grande abraço
Aparecida(sogra do Dodô)

Maria Aparecida disse...

Oi Heloisa

É Aparecida outra vez! vamos também fazer um passeio ao lago Llanuqihue com vista do vulcão Osorno e degustação de vinhos e sausages. acho uqe vale a pena. Suas fotos são lindas!

Mais uma vez, obrigada e até a volta.

Maria Aparecida disse...

Oi Heloisa

É Aparecida outra vez! vamos também fazer um passeio ao lago Llanuqihue com vista do vulcão Osorno e degustação de vinhos e sausages. acho uqe vale a pena. Suas fotos são lindas!

Mais uma vez, obrigada e até a volta.