quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Na Nova Zelândia : Kaikoura e Tranz Alpine





Hospedados em Christchurch, no Hotel The Marque, reservamos um dia para um passeio a Kaikoura, que fica na costa leste da Ilha Sul, da Nova Zelândia, e que tem como principal atração turística a observação de baleias.

Marcamos uma excursão, com saída do hotel, em Christchurch, às 7:30h. Chegamos, de volta, somente às 18:30 horas. O percurso entre as duas cidades é de duas horas e meia.

Kaikoura significa "alimentação com lagosta".

Kai=refeição

Koura= lagosta.

Comemos uma lagosta deliciosa, no almoço, mas esqueci de fotografá-la.

Além da observação das baleias, em Kaikoura tem-se a oportunidade de observar uma colônia de focas.

E, no passeio de barco, vê-se uma quantidade enorme de albatrozes.



Em Kaikoura pegamos um barco para o passeio “Whale Watch”, que segue mar a dentro em busca de baleias. Quando percebe um sinal do cetáceo, diminui a velocidade, e até pára. Os excursionistas ficam em absoluto silêncio, observando a baleia parada, na superfície do mar. Não há manifestação sonora nem mesmo quando a baleia é encontrada. Silêncio, muito silêncio. Depois de um bom tempo de descanso, a baleia dá um mergulho mostrando a cauda, e volta para o fundo do mar.


Descansando.



Esguichando.

Começando o mergulho.

Final glorioso : mergulho.


No retorno são passados, no barco, filmes explicativos.

Já de volta.


Durante nosso passeio de barco, de mais ou menos duas horas, vimos duas baleias, no seu descanso e mergulho. Vimos, também, um “berçário” de foquinhas.



No caminho de volta para Christchurch visitamos os vinhedos de Canterbury, e degustamos alguns dos seus vinhos.


O vinho da Nova Zelândia é conceituadíssimo, principalmente o vinho branco, e tivemos oportunidade de verificar isso quase que diariamente.

Gostamos demais dos vinhos Sauvignon Blanc e dos Pinot Gris. Maravilhosos!

Voltando do passeio tivemos um jantar maravilhoso num restaurante japonês de categoria, o Fuji, que fica na Gloucester St.. O jantar é preparado numa chapa enorme, na frente da mesa, e no final o cozinheiro-garçon pegando um saleiro salpica a chapa escrevendo "thank you" para cada um dos comensais.

No dia seguinte, 19/04/2010, pegamos em Christchurch o famoso trem Tranz Alpine, para uma viagem pelos Alpes do Sul. Com ele vai-se do leste para o oeste da Ilha Sul, da Nova Zelândia. A viagem é linda, mas nessa época não se vê montes nevados.



A 734m de altitude, o trem dá uma parada em “Arthur's Pass”.




A viagem tem a duração de 4 horas e trinta minutos. Os vagões têm janelões de vidro, para que o caminho possa ser bem observado. Há, também, um vagão panorâmico aberto, para os corajosos que não se incomodam de enfrentar o frio e o vento, em troca de uma beleza total. As paisagens são maravilhosas. Cadeias de montanhas, rios e lagos verdinhos, com muitas pedras brancas. Vales deslumbrantes, entre os quais o do Rio Waimakariri. Infelizmente não consegui fotografar da janela do trem, por causa da luminosidade (ou da imperícia). No lugar das paisagens, o que aparecia na foto era a minha imagem refletida na janela. Foi a primeira vez que tive dificuldades para fotografar.

Essa viagem deve ser prá lá de maravilhosa no inverno, e também até o início da primavera, quando os picos estão nevados.

Chegamos a Greymouth, na costa oeste da Ilha Sul, às 12h e 45 min.. Na própria estação de trem pegamos o carro que havíamos alugado pela internet e seguimos na direção de Queenstown, pela maravilhosa costa oeste.


8 comentários:

Gina disse...

Helô,
Quanta beleza já nesse mundo! Cada país com suas peculiaridades e só podemos ficar maravilhados pela oportunidade de ver tudo isso de perto!
Bjs.

Nilce disse...

Simplesmente espetacular este passeio dentro da tua viagem à Nova Zelândia, Helô.
Lindas as fotos. Adorei.
Obrigada por compartilhar.

Bjs no coração!

Nilce

Katia Bonfadini disse...

Helô, que fotos lindas!!!! Essa viagem deve ter sido realmente inesquecível!!!! Eu também estou super atrasada com meus posts de viagem, acho que são os que me dão mais trabalho de preparar porque sempre tiro um bilhão de fotos e depois tenho que lembrar dos nomes de cada lugar/atração que visitei! Um grande beijo e já estou esperando as cenas do próximo capítulo!

Chica disse...

Que viagem maravilhosa e tão bem documentada por aqui!

Lindo trabalho,Heloisa!

beijos,tudo de bom,chica

Aparecida disse...

Obrigada, Heloisa, pela maravilhosa viagem! Seu blog é uma delícia!

Beijos

Aparecida

Silvia Masc disse...

Helô, lindas as fotos, os lugares, e o seu relato, faz com que viajemos com você, colaborou na minha lista de estudos.

beijinho e obrigada por lembrar-se de mandar-me o link.

Beth/Lilás disse...

Helô, vou te contar, se não fosse tão longínqua a Nova Zelândia eu iria lá no próximo ano, porque simplesmente é belíssimo país.
Suas fotos e narração estão perfeitas e a gente consegue viajar contigo, até mesmo quando falou do silêncio que fazem diante do show das baleias.
Quanta referência a este fantástico animal!
umbeijo carioca

FLAVIA disse...

Adorei as fotos da Sra!
Minha avó também tem um blog!
http://impressoespornorma.blogspot.com

bjs
Flavinha!